| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

PARA ALÉM DA GRANDE MÍDIA
Desde: 10/01/2017      Publicadas: 108      Atualizao: 23/04/2018

Capa |  Cincia e Educao  |  Cultura  |  Economia  |  Grande Mdia  |  Justia  |  Ligeirinhas  |  Literatura  |  MS DE MARO, MS DA MULHER  |  Poltica  |  Sociedade  |  Somente Imagens  |  Teologia e Vida


 Teologia e Vida

  03/03/2018
  0 comentrio(s)


BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 3 DOMINGO DA QUARESMA - ano b

Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo.

BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 3 DOMINGO DA QUARESMA - ano b

1ª Leitura – Ex 20,1-17

O texto da primeira leitura de hoje traz os chamados dez mandamentos. Em síntese, os três primeiros mandamentos tratam do relacionamento do ser humano com Deus (não idolatrar, não pronunciar o nome de Deus em vão, guardar o sábado para desfrutar do trabalho executado, descansar e elevar os pensamentos e corações a Deus); os demais mandamentos tratam do relacionamento dos seres humanos entre si (não matar, não roubar ou caluniar seu semelhante, etc.).

Cabe frisar que esses mandamentos foram instaurados após o povo ter alcançado a liberdade da escravidão do Egito, e isto é importantíssimo ser ressaltado porque quando se pensa em liberdade pode-se cair na tentação de pensar em uma total ausência de regras e normas de convivência. Não! Muito pelo contrário! Pois a ausência de regras levaria as pessoas a se defraudarem e até se matarem desenfreadamente sem que os roubos e os assassinatos fossem considerados crimes. Viver assim não seria uma vida de verdadeira liberdade, todos seriam escravizados pela barbárie, pelo medo, pela ganância e pela violência.

Na verdade essas leis foram criadas para que o povo tivesse garantida a sua liberdade.

Hoje muitos economistas liberais pregam um mercado o mais possível desprovido de leis, dizem eles que um mercado assim desregulado é que irá realmente promover a justiça na sociedade. Não é verdade, quando as leis são muito frouxas, o que impera é a lei do mais forte – assim ocorre na selva, com os animais não humanos. Em um contexto de mercado frouxo quem tem o poder econômico é quem manda, exclui e oprime os desprovidos deste poder. Para o mercado promover a liberdade e não se servir dos indivíduos que não possuem a força do dinheiro, primeiramente ele deve ser bem regulado de modo a ser produtivo e rentável ao ponto de os despossuídos também poderem desfrutar da prosperidade produzida. Vejam o que diz o papa Francisco sobre a promiscuidade de um mercado libertino.

“Neste contexto, alguns defendem ainda as teorias da «recaída favorável» que pressupõem que todo o crescimento econômico, favorecido pelo livre mercado, consegue por si mesmo produzir maior equidade e inclusão social no mundo. Esta opinião, que nunca foi confirmada pelos fatos, exprime uma confiança vaga e ingênua na bondade daqueles que detêm o poder econômico e nos mecanismos sacralizados do sistema econômico reinante. Entretanto, os excluídos continuam a esperar.” – Papa Francisco – Evangelii Gaudium nº 54.

 

2ª Leitura – 1Cor 1,22-25

“Irmãos, os judeus pedem sinais milagrosos, os gregos procuram sabedoria; nós, porém, pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e insensatez para os pagãos.” (vers. 22-23).

Aqui está o ponto chave para compreender a pregação de Paulo: “Cristo crucificado”. O Jesus real é o crucificado-ressuscitado e vice-versa. A realeza de Jesus se dá a partir de sua morte de Cruz – Jesus não pára na Cruz, mas passa por ela – e quem quiser segui-lo deve pegar a sua cruz de cada dia e ir após Ele. No tempo de Jesus esperavam um messias militar, poderoso, que aniquilaria os inimigos. Jesus subverteu essas concepções, e por isso Ele foi loucura para os pagãos e escândalo para os judeus, mas foi desta forma que Ele, por nós e para nós, venceu o pecado e a morte – não pagando o mal com o mal, mas com o bem.

Na reflexão do domingo anterior eu falava que não há atalhos possíveis para o seguimento de Jesus – defraudações, mentiras e todo tipo de maldade, todos esses atalhos não são comportados no seguimento verdadeiro de Jesus. Carregar a Cruz é seguir o caminho que Ele indica sem falsificações, sem corromper-se, como Jesus mesmo nos mostrará no Evangelho.

 

Evangelho – Jo 2,13-25

É o episódio dos vendilhões do templo.

Era o tempo da Páscoa e a praça na frente do templo estava, como todos os anos, transformada em mercado. Havia várias bancas dos que trocavam as moedas dos peregrinos pela moeda usada naquele mercado (os cambistas); havia também os vendedores de cordeiros (eram sacrificados cerca de dezoito mil para a ceia Pascal) e vendedores também de bois e de outros animais; havia negociatas entre os sacerdotes e os curtidores que recebiam as peles dos animais e tudo isto era controlado pela família dos sumos sacerdotes Anás e Caifás.

Jesus então com uma atitude brusca furiosamente faz um chicote com as cordas que amarravam os animais e sai derrubando as mesas dos cambistas, dos demais vendedores, as gaiolas dos pombos vendidos aos que não tinham condições financeiras para sacrificar animais maiores.

Jesus diz: “Tirai isso daqui! Não façais da casa de meu Pai uma casa de comércio!” (vers. 16), fazendo eco as palavras de Zacarias: “não haverá mais nenhum negociante na cada do Senhor do universo.” (Zc 14,21) – portanto essas práticas vinham de longe.

Em Jesus, porém, chega o reino do Messias, e transformar a fé no Deus verdadeiro em mercado é mais do que ilícito (como hoje ainda ocorre em várias dimensões do cristianismo...); da mesma forma não é lícito resumir as relações humanas em relações mercadológicas pura e simplesmente: o ser humano não vale o quanto tem, mas seu valor está em ter sido criado a imagem e semelhança de Deus e em ter sido chamado a salvação em Jesus de Nazaré. Transformá-lo em mercadoria ou em mero consumidor de coisas e descartá-lo se não tiver capacidade de consumir é o mesmo que profaná-lo, poratanto.

Ao afirmar: “Destruí este templo, e em três dias eu o levantarei” (vers. 19), Jesus quer dizer que o templo verdadeiro que Deus construirá não será mais de pedra, mas seu próprio Filho, ressuscitando-o, Ele como pedra angular e nós, a comunidade dos cristãos, como as pedras ao seu redor e nele alicerçadas.

Necessitamos ficar cada vez mais alicerçados em Jesus, a pedra angular do Reino que Ele constrói com a colaboração de cada um de nós – o Reino da compaixão, da caridade, da misericórdia, o Reino em que os despossuídos tem um cuidado todo especial por parte de todos nós – pois foi na direção Deles que Jesus por primeiro se encaminhou – é assim que se colabora na construção deste edifício santo, é assim que a Quaresma, de um tempo litúrgico, passa a ser um modo de vida efetivamente quaresmal por todo ano e por toda vida; é assim que se vive a lei do amor mencionada na reflexão anterior, que por sua vez sintetiza os mandamentos da primeira leitura – mandamento esse que tem verdadeiramente o poder de nos tornar cada vez mais e mais livres, pois “foi para a liberdade que Cristo vos libertou” – Gl 5,1.

 

 

  Autor:   Anibal Lobo


  Mais notcias da seo Homilia no caderno Teologia e Vida
14/04/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 3 DOMINGO DA PSCOA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
07/04/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 2 DOMINGO DA PSCOA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
31/03/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO DOMINGO DE PSCOA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
25/03/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO DOMINGO DE RAMOS - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
18/03/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 5 DOMINGO DA QUARESMA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
09/03/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 4 DOMINGO DA QUARESMA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
24/02/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 2 DOMINGO DA QUARESMA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
17/02/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 1 DOMINGO DA QUARESMA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
17/02/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 6 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
09/02/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 6 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
02/02/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 5 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
25/01/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 4 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
20/01/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 3 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
10/01/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 2 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
04/01/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DA SOLENIDADE DA EPIFANIA DO SENHOR
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
27/12/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DA CELEBRAO DA SAGRADA FAMLIA - ANO B
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
22/12/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DA FESTA DO NATAL DO SENHOR
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
20/12/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 4 DOMINGO DO ADVENTO
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
15/12/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 3 DOMINGO DO ADVENTO
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
07/12/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 2 DOMINGO DO ADVENTO
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
29/11/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 1 DOMINGO DO ADVENTO
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
23/11/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 34 DOMINGO DO TEMPO COMUM
Domingo de Cristo Rei do Universo...
15/11/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 33 DOMINGO DO TEMPO COMUM
Comentrios aos textos bblicos da missa deste domingo....
05/11/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 32 DOMINGO DO TEMPO COMUM
Comentrios aos textos bblicos da missa deste domingo....
30/10/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DA CELEBRAO DE TODOS OS SANTOS
Comentrios s leituras bblicas da missa deste domingo, do blog Teologia e Vida, por Anibal Lobo....



Capa |  Cincia e Educao  |  Cultura  |  Economia  |  Grande Mdia  |  Justia  |  Ligeirinhas  |  Literatura  |  MS DE MARO, MS DA MULHER  |  Poltica  |  Sociedade  |  Somente Imagens  |  Teologia e Vida
Busca em

  
108 Notcias