| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

PARA ALÉM DA GRANDE MÍDIA
Desde: 10/01/2017      Publicadas: 108      Atualizao: 23/04/2018

Capa |  Cincia e Educao  |  Cultura  |  Economia  |  Grande Mdia  |  Justia  |  Ligeirinhas  |  Literatura  |  MS DE MARO, MS DA MULHER  |  Poltica  |  Sociedade  |  Somente Imagens  |  Teologia e Vida


 Teologia e Vida

  07/04/2018
  0 comentrio(s)


BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 2 DOMINGO DA PSCOA - ano b

Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo.

BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 2 DOMINGO DA PSCOA - ano b

1ª Leitura – Ato dos Apóstolos 4, 32-35

“A multidão dos que haviam crido era um só coração e uma só alma. Ninguém considerava exclusivamente seu o que possuía, mas tudo entre eles era comum” – vers. 32.

Assim começa o texto da primeira leitura deste domingo.

Logo em seguida diz o texto que “Com grande poder os apóstolos davam o testemunho da ressurreição do Senhor, e todos tinham grande admiração” – ver. 33.

Portanto, esse grande poder não diz respeito a milagres, ou ao alto volume da voz dos pregadores, ou mesmo à eloquência de seus discursos, mas sim porque todos eram um só coração e eram solidários entre si – era esse modo de viver que causava admiração nos não cristãos.

E causava admiração porque era um modo de vida que contrariava a lógica de vida vigente – onde certamente imperava a lógica da competição, da rivalidade e do acúmulo como regra de sucesso. Ao contrário, a comunidade cristã recebia a doação de seus membros e a “distribuía, então, a cada um segundo sua necessidade” – vers. 34.

Esse modo de vida era tão forte, escandalizava tanto, que não deixava dúvidas do que realmente significa seguir Jesus Cristo – o que significa testemunhá-lo, para que assim todos vissem a manifestação real dEle no mundo.

Hoje a comunidade humana sofre com o desiquilíbrio que lhe causa tantas desigualdades: 1% da população mundial detém 50% de toda riqueza produzida no mundo; enquanto os outros 99% dividem de maneira perversamente desigual os outros 50%.

Esse modo de vida não demonstra a presença de Jesus porque não dá testemunho dele – a comunidade humana está adoecida e é preciso um movimento de reequilíbrio para que não passemos mais o vexame de em pleno século XXI termos gente ainda no mundo morrendo de fome, com tanta produção deixando uma parcela cada vez menor de gente absurdamente mais rica em detrimento de uma maioria miserável, massacrada por esse sistema falido, desumano e assassino.

 

2ª Leitura – 1ª Carta de João 5,1-6

“Todo o que crê que Jesus é o Cristo nasceu de Deus, e todo o que ama ao que gerou ama também o que dele nasceu” – vers. 1. Isto é – não há como alguém ser verdadeiro ao afirmar que ama a Deus sem amar seus filhos, nossos irmãos e irmãs.

O cristianismo não é uma religião que professa os ritos pelos ritos – mas todo rito que nele ocorre (e deve ocorrer, pois somos seres por natureza celebrativos), é para que alimentemos cada vez mais nossa capacidade de nos amarmos uns aos outros.

Portanto, não se angustiar com os miseráveis que passam por nós apenas por ter ido à missa ou ter rezado o terço, na verdade é ter ido a missa e ter rezado sem ter entendido o sentido do que se rezou e celebrou.

É necessário dar um basta na religião cosmética que serve apenas para aliviar meu pudor e minha imagem perante as outras pessoas – isso não faz diferença alguma para ninguém diante de Deus.

Nadar a favor da correnteza, falar junto como a mídia manifestamente corrupta e ligada aos interesses do grande capital que tanto dilacera nossa soberania e que tanta miséria causa a nosso povo sofrido também não faz diferença alguma diante de Deus; portanto odiar quem essa mesma mídia perversa nos manda odiar, também não faz diferença alguma diante de Deus – muito pelo contrário, muitas das vezes nos faz odiar o mocinho e amar o bandido.

Ser cristão não significa ser bobo. Se os maus não são bobos, para fazer o bem é necessário estar atento aos ardis dos maus.

 

Evangelho – João 20,19-31

Como dizer que os outros discípulos de Jesus tiveram mais fé no Ressuscitado que Tomé se eles uma semana antes haviam visto Jesus ressurreto e Tomé não? Não tem cabimento!

Portanto, para sair do lugar comum em relação a este leitura comecemos por desfazer este equívoco.

O erro de Tomé foi não estar em comunidade, pois a comunidade é lugar privilegiado de manifestação concreta do Ressuscitado – o cristianismo não é religião do “eu sozinho”.

Tomé também erra por não ter acreditado no testemunho que a comunidade lhe deu, pois provavelmente este texto foi escrito pela terceira geração de cristãos, tempo em que talvez muitos estivessem relutando em abraçar a fé por não terem visto Jesus encarnado; pessoas essas que também não criam no testemunho que a comunidade lhes dava do Ressuscitado.

Ou melhor, do crucificado-ressuscitado, pois o desejo de Tomé de não querer perder de vista o Crucificado do Ressuscitado não é erro, é acerto! Ele ter querido tanto tocar nas cicatrizes da crucificação como forma de crer no Ressuscitado é correto!

Quem dera hoje todas as denominações cristãs, e todos os movimentos e espiritualidades católicas sempre fizessem esse mesmo movimento de Tomé – isso evitaria o mal que é perder de vista o Jesus real, integral.

Se olhar só para o crucificado faz cair no erro do derrotismo e no só querer sofrer como forma de agradar a Deus; só querer o Ressuscitado perdendo de vista o que alicerça sua ressureição, a cruz, faria-nos crer que o cristianismo é só vitória sem esforço, sem ter que ir para chegar.

Em todas as aparições Jesus faz questão de expor, mesmo com o corpo transfigurado, as chagas da crucificação porque é como se Ele estivesse dizendo: “Eu sou o mesmo que morreu na cruz do calvário por amor a cada um de vocês – não sou outro”. Suas cicatrizes são as marcas do Seu amor.

Assim, cito um provérbio, acho que de origem portuguesa, que ilustra bem o que quero dizer: “Uma meia verdade é uma mentira inteira”

Cito também um verso do compositor brasileiro chamado Taiguara, da canção Piano e Viola: “Eu, para ser feliz com mentira, melhor que eu chore com fé”.

Enfim, termino como Jesus inicia suas aparições, falando para todos nós: “A Paz esteja convosco”, esteja com tonos nós.

Mas a Paz que Jesus quer nos dar, e não a paz que queremos que Ele nos dê.

E a Paz que Jesus quer nos dar é aquela que nos impulsiona na direção dos despossuídos, dos desvalidos, dos que são privados da dignidade de ser humano por esse sistema-mundo explorador de multidões há muito falido – “pois a paz é fruto da Justiça”.

Aí sim, desse modo, repetiremos autenticamente a linda profissão de fé que Tomé fez a Jesus já pelo final deste texto, que era a profissão de fé exigida pelo imperador megalomaníaco Domiciano aos seus súditos, que exigia ser cultuado como um Deus.

Tomé nos mostra que nosso Deus não é Domiciano, nem o deus dinheiro, nem ser humano algum.

Assim professou Tomé caindo aos pés de Jesus: “Meu Senhor e meu Deus” – vers. 21.

  Autor:   Anibal Lobo


  Mais notcias da seo Homilia no caderno Teologia e Vida
14/04/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 3 DOMINGO DA PSCOA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
31/03/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO DOMINGO DE PSCOA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
25/03/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO DOMINGO DE RAMOS - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
18/03/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 5 DOMINGO DA QUARESMA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
09/03/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 4 DOMINGO DA QUARESMA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
03/03/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 3 DOMINGO DA QUARESMA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
24/02/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 2 DOMINGO DA QUARESMA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
17/02/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 1 DOMINGO DA QUARESMA - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
17/02/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 6 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
09/02/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 6 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
02/02/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 5 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
25/01/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 4 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
20/01/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 3 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
10/01/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 2 DOMINGO DO TEMPO COMUM - ano b
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
04/01/2018 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DA SOLENIDADE DA EPIFANIA DO SENHOR
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
27/12/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DA CELEBRAO DA SAGRADA FAMLIA - ANO B
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
22/12/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DA FESTA DO NATAL DO SENHOR
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
20/12/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 4 DOMINGO DO ADVENTO
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
15/12/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 3 DOMINGO DO ADVENTO
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
07/12/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 2 DOMINGO DO ADVENTO
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
29/11/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 1 DOMINGO DO ADVENTO
Comentrio aos textos bblicos da missa de domingo....
23/11/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 34 DOMINGO DO TEMPO COMUM
Domingo de Cristo Rei do Universo...
15/11/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 33 DOMINGO DO TEMPO COMUM
Comentrios aos textos bblicos da missa deste domingo....
05/11/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DO 32 DOMINGO DO TEMPO COMUM
Comentrios aos textos bblicos da missa deste domingo....
30/10/2017 - Homilia - BREVE REFLEXO SOBRE AS LEITURAS DA CELEBRAO DE TODOS OS SANTOS
Comentrios s leituras bblicas da missa deste domingo, do blog Teologia e Vida, por Anibal Lobo....



Capa |  Cincia e Educao  |  Cultura  |  Economia  |  Grande Mdia  |  Justia  |  Ligeirinhas  |  Literatura  |  MS DE MARO, MS DA MULHER  |  Poltica  |  Sociedade  |  Somente Imagens  |  Teologia e Vida
Busca em

  
108 Notcias