| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

PARA ALÉM DA GRANDE MÍDIA
Desde: 10/01/2017      Publicadas: 64      Atualização: 20/10/2017

Capa |  Ciência e Educação  |  Cultura  |  Economia  |  Justiça  |  Ligeirinhas  |  Literatura  |  MÊS DE MARÇO, MÊS DA MULHER  |  Política  |  Religião  |  Sociedade


 Sociedade

  08/10/2017
  0 comentário(s)


À HUMANIDADE LEVADA ÀS ULTIMAS CONSEQUÊNCIAS NA PESSOA DA PROFESSORA HELLEY ABREU BATISTA, MINHA SINGELA E SINCERA HOMENAGEM

"Prova de amor maior não há, que doar a vida pelo irmão". Minha homenagem à professora Helley e a todas as vítimas da tragédia em Janaúba/MG.

À HUMANIDADE LEVADA ÀS ULTIMAS CONSEQUÊNCIAS NA PESSOA DA PROFESSORA HELLEY ABREU BATISTA, MINHA SINGELA E SINCERA HOMENAGEM

Ontem revi um filme lá dos anos 80, chamado Blade Runner (Caçador de Androides). Jamais gostei do gênero ficção científica, mas desse gostei. O processo de humanização do Androide Líder foi extremamente interessante.

Os androides haviam sido construídos para com o tempo adquirirem sentimentos e emoções humanas. Todavia, seus tempos de vida eram curtos: quatro anos. Ora, conforme foram adquirindo sentimentos, começaram a sentir um medo cada vez mais forte de perderem suas vidas, e o medo da morte os fez perseguir as pessoas que participaram do processo que os fabricou com o intuito de encontrarem uma resposta, uma saída para impedir que morressem pelo menos tão cedo.

Nessa busca experimentaram, além de medo, um profundo ódio que os fazia matar as pessoas que os criaram a cada resposta negativa que recebiam deles.

Até que apenas sobrou o líder dos androides, pois todos morreram. Havia uma parte da polícia encarregada de caçar e matar os androides. Esse último androide porém era muito forte, foi criado para ser uma máquina de combate. Quando perde todas as esperanças de continuar vivo por mais tempo, na luta final que travou com o policial caçador de androides, ocorre o inesperado.

Quando este último androide sobrevivente estava prestes a matar seu caçador, com o caçador já sem condição alguma de se defender, já quase despencando do edifício, o androide então salva a vida do policial. E em seguida morre.

Neste último androide o processo de humanização se completou, porque ele passou a amar tanto a vida, que seu amor ultrapassou o amar-se, e ele passou a amar também a vida do outro, mesmo sendo o outro seu inimigo, ao ponto de salvar a vida dele antes de morrer.

Talvez, se houvesse ainda mais tempo para viver, ele fosse ainda mais além, e talvez tivesse tempo de fazer como Helley Abreu Batista, a professora que, mesmo com o corpo incendiado não deixou de defender as crianças da creche em Janaúba/MG.

Ela levou sua humanidade ao ponto mais alto que a humanidade de alguém pode chegar: salvou a vida de alguém como o androide da ficção, mas, diferente do personagem, deu sua própria vida para salvar a vida do outro, dos outros, melhor dizendo, levando a termo do modo mais humano possível seu ofício de educar, cuidar e proteger as crianças que lhe foram confiadas pelas mães, cujas maternidades diariamente lhe eram de algum modo transferidas por um período do dia.

Helley, conforme li, já havia sofrido a dor da perda de um filho. Seu filho vive, Helley, e as crianças que você salvou vivem, professora, e as que se foram junto com você também, pois me recuso a crer que atitudes de amor se percam no vazio; creio piamente que o amor permanece, que é indestrutível. É por isso que creio no Deus que é Amor, e que diz "que não há amor maior do que dar a vida pelos seus amigos", e que diz também que o Amor, de algum modo, faz a vida renascer, mesmo que morra.

Onde você estiver, professora Helley, junto ao filho que você perdeu, e junto aos filhos que você ganhou e que partiram junto com você - receba o carinho profundo e a gratidão profunda de um país inteiro tão necessitado do amor que você mostrou que as pessoas podem dar e receber umas das outras. Obrigado, Obrigado. Obrigado.

  Autor:   Anibal Lobão


  Mais notícias da seção Artigo no caderno Sociedade
05/06/2017 - Artigo - O CAPITALISMO PROPAGADO PELA DIREITA BRASILEIRA NÃO RESPEITA NEM PROTEGE AS DIFERENÇAS ENTRE AS PESSOAS, MAS AS VIOLENTA - parte 2
Por Anibal Lobão: "Este é o segundo texto da série que falei que escreveria. Espero que gostem"....
29/05/2017 - Artigo - O CAPITALISMO PROPAGADO PELA DIREITA BRASILEIRA NÃO RESPEITA NEM PROTEGE AS DIFERENÇAS ENTRE AS PESSOAS, MAS AS VIOLENTA - parte 1
Por Anibal Lobão: "Este é o primeiro texto de uma série que pretendo escrever. Espero que gostem"....
13/05/2017 - Artigo - NÃO EXISTE RACISMO NO BRASIL
Por Samuel Marques: "Muita gente participa do discurso de que não existe segregação, e que não somos uma sociedade onde o negro é tratado com diferença. Isso revela o racismo de algumas pessoas, e como gostaria de estar certo quando falo "algumas""...
11/04/2017 - Artigo - DEPOIS DO VENDAVAL RACHEL SHEHERAZADE, MINHA OPINIÃO (agora um pouco menos apaixonada)
Por Anibal Lobão: "Minhas impressões sobre as impressões que no dia de ontem foram expostas na rede sobre o episódio envolvendo a Rachel Sheherazade e Silvio Santos."...
19/02/2017 - Artigo - A QUEM INTERESSAR POSSA....
Por Angelita Linhares: "O presente artigo fala dos ataques que as concepções de direitos humanos têm recebido, incluindo a recente decisão do STF de indenizar os presos que sofrerem abusos no cárcere." ...
16/01/2017 - Artigo - UMA CHACINA POR SEMANA SERIA COISA BOA OU MÁ PARA A SOCIEDADE BRASILEIRA?
Por Anibal Lobão: "Nós queremos uma sociedade menos ou mais vulnerável à violência? "...
13/01/2017 - Artigo - O BEM SUCEDIDO DA FÁBULA FOI SEMPRE O TIO PATINHAS
Por Angelita Linhares: " a defesa de regimes econômicos, aspectos políticos e sociais deixaram de ser frutos do conhecimento das teorias e passou a flutuar na superfície dos jargões, e daí suas habituais incoerências onde, principalmente os que preenchem a categoria profissional "empresário", julgam-se eleitos naturais das políticas liberais mais e...



Capa |  Ciência e Educação  |  Cultura  |  Economia  |  Justiça  |  Ligeirinhas  |  Literatura  |  MÊS DE MARÇO, MÊS DA MULHER  |  Política  |  Religião  |  Sociedade
Busca em

  
64 Notícias