| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

PARA ALÉM DA GRANDE MÍDIA
Desde: 10/01/2017      Publicadas: 108      Atualização: 23/04/2018

Capa |  Ciência e Educação  |  Cultura  |  Economia  |  Grande Mídia  |  Justiça  |  Ligeirinhas  |  Literatura  |  MÊS DE MARÇO, MÊS DA MULHER  |  Política  |  Sociedade  |  Somente Imagens  |  Teologia e Vida


 Literatura

  16/01/2017
  0 comentário(s)


MENTIRAS SINCERAS

Por Anibal Lobão: "Vi um filme em oitenta e pouco, chamava-se Blade Runner, nada daquilo era verdade. Mas fazia tanto sentido... "

MENTIRAS SINCERAS
“SORRISO BOM SÓ DE DENTRO
NINGUÉM É BOM SENDO O QUE NÃO É
EU PARA SER FELIZ COM MENTIRA
MELHOR QUE EU CHORE COM FÉ”


São versos de Taiguara, da canção Piano e Viola, que me falam muito. Mas outros versos, de Mário Lago, da música Nada Além, tão contrários aos do Taiguara, também me dizem bastante:

“EU NÃO QUERO E NEM PEÇO
PARA O MEU CORAÇÃO
NADA ALÉM DE UMA LINDA ILUSÃO”


Sim, a verdade está em primeiro lugar. Mas é bem verdade também que o coração precisa disparar vez e outra, que a emoção necessita explodir vez e outra em choro ou em risos, ou nos dois.

Já dei rosas para minha esposa dizendo: “Rosas para uma flor”. É piegas. Eu sei. É mentira. Eu sei. Mulheres não são flores. Nem o contrário.

Vi um filme em oitenta e pouco, chamava-se Blade Runner, nada daquilo era verdade. Mas fazia tanto sentido... Um androide, que também não existe, aos poucos tendo sentimentos humanos, compaixão, piedade... Tudo mentira. Mas fazia todo sentido.

Um autor de novelas, uma vez, não me lembro quem, disse que para escrever ficção o importante era a trama fazer sentido. Porque somente a verdade não precisava fazer sentido. A verdade é verdade e pronto.

Realmente a verdade é assim, não pede licença, simplesmete acontece, desde morrer por amor, pois como diz o poeta Clayton Craveiro, “Só quem morre de amor na verdade sabe morrer” (opa... essa verdade faz sentido sim).

Mas... desde matar em nome de Deus; usar a força não para proteger, mas para oprimir; maltratar a terra, na verdade nossa única morada... Tudo isso não faz sentido. Mas acontece de verdade e pronto, muito embora os motivos para que tudo isso aconteça sejam todos eles destrutivamente mentirosos, idolátricos, e, portanto, esse tipo de mentira decididamente nunca presta.

Por tudo isto, fico então com Taiguara e Mário Lago – porque chorar com fé realmente é melhor do que sorrir estando triste, e é por isso mesmo que rir ou chorar de verdade com a flor que não é flor e com o sentimento do androide inexistente é também extremamente verdadeiro.

E fico também com Cazuza, pois, com toda certeza, “mentiras sinceras me interessam/ me interessam...”.

  Autor:   Anibal Lobão


  Mais notícias da seção Crônica no caderno Literatura
13/01/2017 - Crônica - EM MEIO À RINITE...
Por Anibal Lobão: "Até que ponto as coisas se ligam ou são incompatíveis? Não sei tudo. Mas algumas são sim próximas e outras inconciliáveis conforme dizem os jargões."...



Capa |  Ciência e Educação  |  Cultura  |  Economia  |  Grande Mídia  |  Justiça  |  Ligeirinhas  |  Literatura  |  MÊS DE MARÇO, MÊS DA MULHER  |  Política  |  Sociedade  |  Somente Imagens  |  Teologia e Vida
Busca em

  
108 Notícias